Goffin surpreende Nadal e empurra decisão dos quartos de final para o par

Surpresa a fechar a ação de singulares no que diz respeito aos quartos de final da ATP Cup: David Goffin derrotou o número 1 mundial Rafael Nadal para empatar a eliminatória entre Bélgica e Espanha, que terá de ser decidida no encontro de pares.

A precisar de vencer para manter o país em jogo, o tenista belga (atual número 11 do mundo) esteve quase irrepreensível e aplicou os parciais de 6-4 e 7-6(3) ao líder da classificação, que assim sofreu a primeira derrota em encontros de singulares em competições por equipas desde… 2004.

Depois de um primeiro set conquistado graças a duas quebras de serviço entre muitos pontos de break (o belga salvou 6 dos 7 que enfrentou, o espanhol 7 de 9), Goffin pareceu muito bem encaminhado para o triunfo ao conseguir uma quebra de serviço logo a abrir o segundo parcial. Mas a vantagem desvanasceu ao oitavo jogo, com Nadal a conseguir responder depois de ele próprio ter enfrentado dois pontos de break no jogo anterior, e adiou a decisão até ao tie-break, onde o finalista do Nitto ATP Finals de 2016 fez o que lhe tinha escapado momentos antes.

Com este resultado, Bélgica e Espanha vão precisar de recorrer ao encontro de pares — onde é muito provável que Rafael Nadal regresse à ação — para decidir qual dos países agarra a última vaga nas meias-finais da ATP Cup, frente à anfitriã Austrália.

Atualizado às 11h14.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."