Incrível: Bautista Agut regressa depois da morte do pai e adianta Espanha na grande final

Kosmos Tennis

Três dias depois de deixar a seleção espanhola para estar junto do pai, que acabou por falecer horas depois, Roberto Bautista Agut fez o que parecia impossível: regressou ao court, apresentou níveis de compostura e compromisso impressionantes e deu à Espanha o primeiro ponto na final das Davis Cup Finals frente ao Canadá.

O número 9 mundial derrotou Félix Auger-Aliassime (21.º) por 7-6(3) e 6-3.

Foi o primeiro encontro do jovem canadiano nesta edição da Taça Davis, ele que chegou a Madrid um dos maiores pilares da equipa do Canadá mas teve de ficar de fora das opções do capitão Frank Dancevic nas primeiras quatro eliminatórias por ainda estar ressentido da lesão no tornozelo.

Um dia depois de ter regressado a Madrid — assistiu ao lado dos companheiros de equipa à vitória espanhola sobre a Rússia — Bautista Agut salvou o único ponto de break que se verificou no primeiro set para se adiantar no tie-break. Com a mudança de parcial o nível de Auger-Aliassime baixou (em particular na pancada de direita) e o mais experiente tenista espanhol soube agarrar a oportunidade: quebrou primeiro para fazer o 2-0 e depois novamente para o 4-2, quando tinha acabado de ceder o serviço pela primeira (e única) vez.

A vitória chegou ao fim de 1h50.

Desta forma, a Espanha está a apenas um triunfo de conquistar pela sexta vez a “saladeira” da Taça Davis e esse triunfo pode ser assinado pela grande figura da equipa: Rafael Nadal, que venceu os 28 encontros de singulares que disputou na competição desde que foi derrotado na estreia, vai desafiar um extra-pressionado Denis Shapovalov — o mesmo com quem chegou a ter encontro marcado nas meias-finais do Masters 1000 de Paris antes de desistir, lesionado.

Atualizado às 18h01.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."