Espanha presta bonita homenagem a Bautista Agut antes dos quartos de final da Taça Davis

Por si só já emocionante, o momento do hino espanhol ganhou ainda mais significado na tarde desta sexta-feira, quando a equipa da casa prestou homenagem a Roberto Bautista Agut. Na véspera, o atual número 9 do mundo deixou a equipa para se deslocar de emergência para junto do pai, que acabou por falecer.

No momento de se alinharem para escutarem o hino espanhol antes do jogo dos quartos de final das Davis Cup Finals com a Argentina, o capitão Sergi Bruguera e Rafael Nadal foram os primeiros a ocuparem a posição, deixando depois um espaço — o lugar de Bautista Agut — entre o número 1 do mundo e Pablo Carreño Busta (seguido de Feliciano López e Marcel Granollers).

Também foi feito um minuto de silêncio em memória do pai do tenista.

Para além de um lugar nas meias-finais, em jogo está o apuramento direto para a fase final da competição em 2020 — estatuto apenas ao alcance das quatro equipas semifinalistas (as restantes têm de passar pela ronda de qualificação, em março).

A jornada desta sexta-feira começou com a dramática vitória da Rússia sobre a Sérvia de Novak Djokovic & companhia, com o conjunto a juntar-se ao Canadá no primeiro dos encontros das meias-finais a ficar definido. O outro colocará frente a frente os vencedores do Espanha-Argentina e Grã-Bretanha-Alemanha, ambos disputados a partir das 16h30 de Portugal Continental.

Atualizado às 16h57.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."