Maia. Tiago Cação cede em maratona na primeira ronda

Um dia para esquecer para as cores lusas. Depois de Francisco Cabral, João Monteiro e Luís Faria, também Tiago Cação disse adeus ao Maia Open na estreia. O tenista português, que ocupa o 618.º lugar na hierarquia mundial, cedeu em três sets para Jurij Rodionov (308.º), com os parciais de 6-4, 6-7(6) e 6-3.

O primeiro set começou bem para Cação, que foi o primeiro a quebrar o serviço do adversário. A vantagem do tenista luso durou alguns minutos, com este a adiantar-se por 4-2. Porém, os últimos quatro jogos do parcial foram ganhos por Rodionov, que operou a reviravolta e saiu na frente do placard.

O segundo set ameaçou ser uma cópia fiel do primeiro. Cação adiantou-se com um break no terceiro jogo, chegou ao 4-2 e voltou a permitir que Rodionov invertesse para 5-4. Desta feita, o atleta natural de Peniche segurou o serviço e acabou por levar a melhor no tie-break, depois de ter salvo dois match points.

Os instantes iniciais da terceira partida foram fatais para as aspirações do tenista português, que cedeu o serviço por duas vezes nos quatro primeiros jogos. Cação ainda recuperou um dos breaks de atraso e somou três jogos consecutivos para se aproximar no placard, mas acabou por ceder perante a pressão de servir para se manter na discussão da partida. O encontro ficou concluído em duas horas e 35 minutos.

Com o afastamento do quarto português a ir a court esta segunda-feira, a armada portuguesa na Maia está agora reduzida a Pedro Sousa, Nuno Borges, Fábio Coelho e João Domingues.

Total
18
Shares
Total
18
Share