Irmãos Bryan vão “pendurar as raquetes” em 2020

Bob e Mike Bryan vão colocar um ponto final nas carreiras na temporada de 2020. O anúncio foi feito pelos norte-americanos numa entrevista ao Tennis Channel esta quarta-feira e significa o fim de uma era não só para o ténis norte-americano como para a variante de pares.

Aos 41 anos, os irmãos Bryan são a dupla mais premiada da história do ténis: têm, até ao momento, um total de 118 troféus de campeões ganhos lado a lado, incluindo todos os torneios do Grand Slam (16, um recorde), todos os ATP Masters 1000 (39, outro recorde), o Nitto ATP Finals e a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos.

O palco da despedida vai ser o US Open, o torneio do Grand Slam em que se estrearam no já bem longínquo ano de 1995.

“O Mike e eu decidimos terminar a nossa temporada de 2019 depois do US Open, mesmo sabendo que havia fortes hipóteses de nos qualificarmos para o Nitto ATP Finals. Depois de muita ponderação decidimos que o melhor era descansarmos e trabalharmos os nossos corpos para nos prepararmos para 2020, que vai ser a nossa última época no circuito”, confessou Bob Bryan, citado pelo website do circuito ATP.

“Estamos muito motivamos e entusiasmados com a chegada da nossa última época. Vamos aproveitar cada um dos momentos ao mesmo tempo que nos despedimos e agradecemos a todos aqueles que nos deram muitas alegrias”, acrescentou Mike Bryan, que ao lado do irmão subiu pela primeira vez ao primeiro lugar do ranking a 8 de setembro de 2003 e lá passou um total de 438 semanas (não consecutivas) — e entretanto mais 68 depois de jogar com outros parceiros enquanto o irmão recuperava de uma lesão.

Total
4
Shares
Total
4
Share