NextGen ATP Finals: onde, quando e quem joga o torneio que reúne as estrelas da nova geração

Peter Staples/ATP Tour

Pelo terceiro ano consecutivo, o NextGen ATP Finals — o torneio criado pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) para promover as maiores estrelas da nova geração — joga-se na cidade de Milão, Itália. Depois de dois anos a acontecer no Fiera Milano, em 2019 é o PalaLido Allianz Cloud que serve de casa ao torneio (entre 5 9 de novembro), que para além de um novo palco tem também ligeiras alterações ao formato que ano após ano é marcado pelas inovações.

De carácter oficial mas não pontuável para o ranking ATP, o NextGen ATP Finals reúne os sete melhores jogadores do ano até aos 21 anos e um convidado da organização. Esta época, tal como já tinha acontecido nas anteriores, o primeiro classificado na Race to Milan, Stefanos Tsitsipas, abdicou da presença por também estar apurado para o Nitto ATP Finals.

Em jogo está um total de 1,4 milhões de dólares (se terminar invicto, o campeão levará para casa 429 mil dólares) e tudo começa com uma fase de grupos, seguindo para as meias-finais e a grande final.

Aqui, nada de novo. Mas para chegar à vitória os jogadores têm de completar encontros com um formato diferente: à melhor de cinco sets reduzidos, em que ganha o primeiro jogador a chegar aos 4 jogos (e não aos 6) e o tie-break se joga se se verificar um 3-3. Não há vantagens, os jogadores podem falar com os treinadores através de um sistema de headphones e pela primeira vez na história do circuito ATP poderão utilizar tecnologia nos equipamentos. Dos anos anteriores caiu a regra de no-let, que dizia que o serviço era válido mesmo se tocasse na rede, mas manteve-se uma das mais inovadoras: a inexistência de juízes de linha, aqui substituídos por hawk-eye “ao vivo” — o sistema eletrónico chama as bolas fora no momento em que tocam no court.

2019 é a primeira edição em que os oito jogadores que vão a jogo no NextGen ATP Finals estão dentro do top 100 mundial.

Grupo A:

  • Alex de Minaur
  • Casper Ruud
  • Miomir Kecmanovic
  • Alejandro Davidovich Fokina

Grupo B:

  • Frances Tiafoe
  • Ugo Humbert
  • Mikael Ymer
  • Jannik Sinner
Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."