Depois da tempestade veio a bonança: Denis Shapovalov conquista o primeiro título da carreira

Denis Shapovalov conseguiu finalmente quebrar o enguiço em meias-finais do circuito ATP e uma vez encontrada a fórmula não se deu por satisfeito e foi mais longe: este domingo, na final do 51.º Intrum Stockholm Open, o jovem canadiano conquistou o primeiro título e tornou-se no 15.º jogador a erguer pela primeira vez um título em 2019.

Já se sabia que o vencedor do encontro colocaria as mãos no primeiro troféu da carreira e apesar da maior experiência de Filip Krajinovic (que foi vice-campeão do Masters 1000 de Paris, em 2017, e do ATP 250 de Budapeste, já este ano) a esse nível os acontecimentos sorriram ao mais novo dos dois, que com os parciais de 6-4 e 6-4 completou a semana perfeita num dos torneios mais históricos do circuito masculino.

Com uma entrada ofensiva, Denis Shapovalov (que é o 34.º da tabela ATP) conseguiu agarrar o primeiro break do encontro logo ao terceiro jogo e apesar de ainda ter disposto de outras três oportunidades (espalhadas de igual forma pelos três jogos seguintes) acabou por ser mesmo com recurso a essa vantagem que se adiantou no marcador.

O arranque da segunda partida deu a conhecer um Filip Krajinovic (surge na 64.ª posição) determinado a dar a volta à situação e o sérvio tentou fazê-lo logo ao quarto jogo, mas o ponto de break de que dispôs não foi suficiente; se no jogo seguinte ainda conseguiu anular as três janelas que abriu ao canadiano, ao nono jogo já não foi tão eficaz e pagou caro pelo facto de não ter conseguido ganhar vantagem quando teve oportunidade: ao perder o serviço, deixou o adversário a um jogo de agarrar o troféu e Shapovalov não desperdiçou o momento.

A vitória de Denis Shapovalov traduz-se na segunda consecutiva de um jogador da NextGen ATP no torneio de Estocolmo: em 2018, curiosamente também com 20 anos, foi Stefanos Tsitsipas quem ergueu, no torneio sueco, o primeiro título de campeão no circuito ATP.

Na atualização do ranking de segunda-feira, o recém coroado campeão vai subir sete posições para se fixar a 27.º, ficando mais próximo do 20.º posto que alcançou em abril deste ano e se traduz no máximo de carreira.

Última atualização às 15h39.

Total
5
Shares
Total
5
Share