Natalija Kostic é a primeira finalista do Angogerman Oeste Ladies Open

Escola Rafael Bordalo Pinheiro

CALDAS DA RAINHA — Está encontrada a primeira finalista do quadro principal de singulares da edição inaugural do Angogerman Oeste Ladies Open. Natalija Kostic (212.ª do ranking WTA) sobreviveu a mais de duas horas e meia de jogo e vai lutar pelo maior título da carreira.

No primeiro encontro do dia no Complexo Municipal de Ténis das Caldas da Rainha, que recebe o maior torneio internacional feminino do país, a jogadora sérvia de 25 anos conseguiu ser superior à espanhola Cristina Bucsa, de 21 anos e 219.ª classificada, e venceu por 7-5, 2-6 e 6-3. O cronómetro assinalava 2h32 de encontro.

Natalija Kostic é sérvia, tem 25 anos, está no 212.º lugar do ranking WTA e é a primeira finalista do #AngogermanOesteLadiesOpen!Derrotou Cristina Bucsa por 7-5, 2-6 e 6-3 para fazer um dois em um: consolida a estreia no top 200 mundial e ganha a oportunidade de conquistar o título mais importante da carreira.

Publicado por Oeste Ladies Open em Sábado, 28 de setembro de 2019

Num duelo de alto nível, Kostic voltou a apostar em grandes variações entre a pancada em slice — quer de direita, quer de esquerda — e bolas spinadas para forçar a movimentação da espanhola. Já Bucsa, demonstrou uma vez mais a enorme variedade (e facilidade) de jogo que tem ao seu dispor, mas desta vez não de forma suficiente para ficar com a vitória.

Depois de perder os três primeiros jogos do encontro, a jogadora espanhola ainda alinhou cinco consecutivos para ficar muito próxima de ganhar vantagem no marcador. Mas não conseguiu aproveitar nem essa liderança, nem a igualdade que conseguiu estabelecer com a vitória na segunda partida e foi afastada do encontro decisivo.

Desta forma, Natalija Kostic soma uma vitória com “duplo sabor”, uma vez que a passagem à grande final do Angogerman Oeste Ladies Open consolida a estreia absoluta no top 200 mundial e lhe dá a oportunidade de conquistar o maior título da carreira.

Como derradeira adversária, a compatriota de Novak Djokovic terá ou a búlgara Isabella Shinikova (213.ª) ou a francesa Jessika Ponchet, sétima pré-designada (196.ª).

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."