Fred Gil volta a sagrar-se campeão nacional 12 anos depois

Fotografia: André Ferreira/Federação Portuguesa de Ténis

FUNCHALFrederico Gil é o “novo-velho” campeão nacional absoluto de singulares. Doze anos depois de ter conquistado o título pela última vez, o ex-número 62 ATP voltou a sorrir por último no torneio mais importante do calendário português.

A disputar a final pelo segundo ano consecutivo, o jogador sintrense de 34 anos fez o que lhe tinha faltado na temporada transata: levar a investida até ao fim para sair do torneio como detentor do troféu mais desejado, graças aos parciais de 6-3 e 6-3 sobre Francisco Cabral — que já tinha sido finalista vencido nas edições de 2015 e 2016.

Primeiro candidato ao título, Gil conseguiu ser mais agressivo e assertivo do que o portuense, que também não conseguiu ser tão feliz na luta contra as condições de jogo e nunca pareceu confortável dentro do campo num dia em que não a final, mas a jornada sofreu um atraso de quatro horas devido à chuva que se fez sentir na zona da Quinta Magnólia, no Funchal.

A vitória deste sábado traduz-se no quarto título de campeão nacional absoluto para Frederico Gil, que assim se torna dono e senhor dos únicos dois troféus entregues fora de Portugal Continental — depois de receber a taça em Porto Santo, no ano de 2004, ergue o troféu de campeão da primeira edição de sempre a acontecer no Funchal. Pelo meio, venceu também as edições de 2006 e 2007.

Última atualização às 17h35.

Total
41
Shares
Total
41
Share