Taça Davis. João Sousa dá o importantíssimo primeiro ponto a Portugal na visita à Bielorrússia

Fotografia: Belarus Tennis

Começou mal, acabou muito bem. João Sousa garantiu esta manhã o primeiro ponto para Portugal em solo bielorrusso e deixou a equipa portuguesa um passo mais próxima das Davis Cup Qualifiers. O número um luso cedeu o primeiro set perante Ilya Ivashka, mas subiu imenso de produção logo a seguir e acabou por vencer com os parciais de 4-6, 6-1 e 6-2.

Depois de uma troca de breaks inicial, de onde saiu por cima Ivashka ao quebrar o serviço do vimaranense por duas vezes, Sousa acabou por ceder a primeira partida. O bielorrusso apresentou-se muito bem na resposta ao serviço, inclusive ao primeiro “saque” do português.

A derrota na primeira partida, porém, despertou o melhor ténis de João Sousa. Sob o olhar atento do selecionador Rui Machado, o tenista de Guimarães começou a variar mais as pancadas, surgindo várias vezes junto à rede e espalhando as suas pancadas um pouco por todos os lados do court. Esta mudança tática do português acabou por causar imensas dificuldades a Ivashka, que foi acumulando erros constantes e não se voltou a encontrar.

O segundo set começou com troca de jogos entre os dois, mas rapidamente Sousa assumiu as rédeas do encontro a partir do 1-1. O vimaranense encheu o court e somou nove jogos consecutivos, que lhe permitiram vencer o segundo parcial e abrir uma vantagem de 4-0 no terceiro. Ivashka ainda conseguiu impedir o “pneu” após ter recebido assistência ao pulso direito, mas Sousa não apresentou dificuldades em levar a tarefa até ao fim e vencer os dois jogos que faltavam.

A eliminatória segue ainda esta sexta-feira, com João Domingues a procurar o segundo ponto português diante de Egor Gerasimov.

Avatar
Adepto do desporto em geral mas com especial carinho pela "bolinha saltitona". O bichinho surgiu ainda Rafael Nadal não tinha mangas e não mais saiu. Chegada a oportunidade de me juntar ao Raquetc, juntamente com a minha ambição de ser jornalista, foi fácil aceitar juntar-me à equipa.