João Sousa: “Jogar a Taça Davis é uma honra e vou sempre tentar ajudar”

Fotografia: Belarus Tennis

É já esta sexta-feira que Portugal e Bielorrússia se defrontam numa eliminatória da Taça Davis que coloca muito em jogo, uma vez que a seleção derrotada será despromovida ao Grupo II e a vencedora ganhará direito a disputar as Davis Cup Qualifiers no início do próximo ano.

Em Minsk, onde acontece a eliminatória (de sexta-feira a sábado), João Sousa falou ao website oficial da competição e garantiu que “o objetivo é chegarmos novamente à fase de qualificação e tentarmos chegar às novas finais.”

O novo formato da competição agrada ao melhor tenista português de todos os tempos, que considera que “os países com os jogadores melhores classificados terão mais hipóteses em Madrid, enquanto as que não tiverem vão enfrentar uma tarefa mais difícil porque precisam de ganhar dois encontros por dia.”

Sobre o embate com a Bielorrússia, o atual número 64 do ranking ATP destaca que “jogar fora de casa é sempre mais difícil, vai ser uma eliminatória difícil e estamos à espera de muita luta da parte deles, mas o nosso objetivo é ganhar e queremos jogar bom ténis para conseguirmos alcançar esse objetivo.”

Para além de João Sousa, também Pedro Sousa, João Domingues e Frederico Silva fazem parte da convocatória de Rui Machado, que se sentará no banco enquanto capitão da equipa pela segunda vez.

Desde o início do ano de 2000, a seleção portuguesa venceu 20 das 23 eliminatórias disputadas em solo nacional mas perdeu 20 das 24 que discutiu na condição de visitante.

Total
3
Shares
Total
3
Share