A quebrar barreiras: Svitolina nas meias-finais do US Open pela primeira vez

2019 está a ser o ano de Elina Svitolina. A ucraniana tinha alcançado o melhor registo de sempre em Grand Slams com as meias-finais em Wimbledon, e volta agora a repetir o feito no US Open. Esta terça-feira, Svitolina bateu a britânica Johanna Konta nos quartos de final, com os parciais de 6-4 e 6-4.

A ucraniana, quinta cabeça de série, tem-se revelado extremamente sólida com o passar dos encontros. Esta tarde, Svitolina soube manter a concentração quando viu Konta recuperar imediatamente do break sofrido e conseguiu quebrar-lhe o serviço novamente, avançando para a conquista da primeira partida.

Na segunda partida, a melhor cotada voltou a ser a primeira a chegar ao break, exatamente na mesma altura que havia feito no primeiro parcial (ao quinto jogo). Uma vez mais, Konta teve a resposta preparada com o contra-break e Svitolina respondeu com outra quebra de serviço. Ao fim de uma hora e 41 minutos, com dois sets tirados a papel químico um do outro, a ucraniana selou o triunfo.

Pela primeira vez nas meias-finais em Nova Iorque, Elina Svitolina vê agora o seu caminho cruzar-se com a vencedora do embate entre Serena Williams e a chinesa Qiang Wang.

Avatar
Adepto do desporto em geral mas com especial carinho pela "bolinha saltitona". O bichinho surgiu ainda Rafael Nadal não tinha mangas e não mais saiu. Chegada a oportunidade de me juntar ao Raquetc, juntamente com a minha ambição de ser jornalista, foi fácil aceitar juntar-me à equipa.