US Open. Pliskova ultrapassa estreia difícil, Sevastova com vitória tranquila

Fotografia: WTA

A checa Karolina Pliskova não teve um arranque fácil no US Open. A defender o estatuto de terceira cabeça de série, a tenista de 27 anos foi levada aos limites pela compatriota Tereza Martincova (138.ª WTA) e precisou de dois tie-breaks (7-6[6] e 7-6[3]) para garantir uma vaga na segunda ronda.

O primeiro set ficou marcado pelas muitas quebras de serviço. Durante os primeiros seis jogos, as duas tenistas não conseguiram confirmar nenhum jogo de serviço e a tendência foi quebrada por Pliskova, que finalmente conseguiu segurar para chegar ao 4-3. Martincova respondeu na mesma moeda para voltar a igualar e as duas voltaram a trocar breaks nos dois jogos seguintes, antes de terem que desempatar o set no tie-break. Ao segundo set point, Pliskova capitalizou e adiantou-se no marcador.

O segundo set começou com a número três mundial a colocar o pé no acelerador e a adiantar-se rapidamente por 3-0, com duas quebras de serviço à maior. O encontro parecia estar perto do final, mas a qualifier Martincova ainda tinha gás no tanque para dar a resposta. Com quatro dos cinco jogos seguintes a caírem para o seu lado, Martincova chegou ao 4-4 e agarrou-se ao set até ter que vir novo tie-break para separar as duas checas. Uma vez mais, desta feita com maior tranquilidade, Pliskova saiu por cima e carimbou o passaporte para a segunda ronda.

Na próxima eliminatória, a vice-campeã de 2016 vai medir forças com a vencedora do confronto entre a qualifier Mariam Bolkvadze (202.ª) e a norte-americana Bernarda Pera (65.ª).

Sevastova aumentou a série negra de Bouchard

No Court 5, a 12.ª cabeça de série Anastasija Sevastova deu início à sua campanha no Grand Slam norte-americano frente à canadiana Eugenie Bouchard (119.ª WTA), que continua bem longe do nível de ténis que lhe valeu a presença na final de Wimbledon e nas meias-finais do Australian Open e de Roland Garros em 2014.

Bem mais consistente e agressiva na resposta do que a canadiana, Sevastova não deu grandes hipóteses e venceu tranquilamente por 6-3 e 6-3, carimbando o passaporte para a próxima ronda. A letã entrou com o pé no acelerador e chegou rapidamente a uma vantagem de 4-0 no primeiro parcial, que acabou por vencer em apenas 36 minutos.

No segundo set, Bouchard ainda respondeu ao primeiro break conquistado pela oponente, mas voltou a ceder o serviço de seguida e não voltou a ter a oportunidade de recuperar a desvantagem. Ao fim de uma hora e 16 minutos, a canadiana somou a 12.ª derrota consecutiva e já não sabe o que é vencer desde 17 de fevereiro, quando bateu Vera Lapko na primeira ronda no Dubai.

Sevastova, número 11 mundial, aguarda agora pelo confronto entre Iga Swiatek (49.ª) e Ivana Jorovic (93.ª), de onde vai sair a sua próxima oponente.

Total
3
Shares
Total
3
Share