Winston-Salem. João Sousa derrotado no último teste antes do US Open

A preparação de João Sousa para o US Open terminou esta semana em Winston-Salem. O tenista português foi esta terça-feira derrotado na segunda ronda do ATP 250 norte-americano. Apesar do bom início, Sousa perdeu a concentração e permitiu a reviravolta a Robin Haase (154.º ATP), que venceu com os parciais de 4-6, 6-3 e 6-4.

Sempre muito enérgico em court, o vimaranense teve quase sempre a iniciativa dos pontos, perante um Haase que se revelou muito desconfortável quando obrigado a movimentar-se no fundo do court. No primeiro set, uma quebra de serviço ao quinto jogo foi suficiente para que João Sousa avançasse para a conquista do parcial.

No segundo set o cenário alterou-se completamente. Da raquete de João Sousa começaram a sair mais erros não forçados, com o número um português a colocar uma série de bolas na rede. Foi, de resto, com uma direita a meio do court na rede que o vimaranense cedeu o único break do set, e que foi suficiente para Haase forçar uma terceira partida.

A vitória no segundo parcial aumentou os índices de confiança do holandês, e por outro lado, João Sousa não conseguiu voltar a assentar o seu ténis. A maior agressividade do adversário, aliada aos erros cometidos pelo pupilo de Frederico Marques, acabaram por ser fatais. Ao sétimo jogo do terceiro set, João Sousa cedeu o serviço e deixou caminho aberto para a vitória do oponente, que apareceu ao fim de uma hora e 54 minutos.

Encerrada que está a participação no último torneio antes do US Open, o luso segue agora para Flushing Meadows, onde tem mais uma vez entrada direta no quadro principal do último Grand Slam da temporada.

Avatar
Adepto do desporto em geral mas com especial carinho pela "bolinha saltitona". O bichinho surgiu ainda Rafael Nadal não tinha mangas e não mais saiu. Chegada a oportunidade de me juntar ao Raquetc, juntamente com a minha ambição de ser jornalista, foi fácil aceitar juntar-me à equipa.