Pedro Sousa continua em forma e chega à segunda final do ano em torneios Challenger

A disputar as terceiras meias-finais da temporada, Pedro Sousa somou mais uma vitória para selar o acesso à grande final de singulares do Challenger de Meerbusch, na Alemanha.

Primeiro pré-designado na prova germânica, a última que disputa antes de viajar para Nova Iorque e disputar mais uma fase de qualificação do US Open, o jogador lisboeta de 30 anos deu a volta a Carlos Taberner (333.º), derrotando o espanhol por 4-6, 6-3 e 6-4.

Depois de um primeiro parcial recheado de breaks — em que ainda conseguiu investir às duas primeiras investidas do espanhol mas sucumbiu à terceira —, Pedro Sousa foi o único a vencer um jogo no serviço do adversário durante o segundo set e assim equilibrou a partida. Com a experiência e o momento do seu lado, o português também entrou melhor no parcial decisivo e desde cedo ganhou balanço para carimbar a vitória, que chegou ao cabo de 128 minutos de encontro.

Com a chegada à final, Pedro Sousa ganha a oportunidade de lutar pelo sétimo título da carreira no ATP Challenger Tour, segundo da temporada. Para isso, terá de superar o sérvio Pedja Krstin, sérvio que confirmou o estatuto de terceiro pré-designado (239.º ATP) ao superar Jan Choinski por 6-4 e 6-1.

Atualizado às 18h16.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."