André Rodeia e Gonçalo Falcão ultrapassam qualifying em Sintra

SINTRA — Uma manhã, duas vitórias para jogadores portugueses na Beloura Tennis Academy: André Rodeia e Gonçalo Falcão ultrapassaram o qualifying para se juntarem a 11 compatriotas no quadro principal de singulares do BTA Futures I — mas a contagem pode não se ficar por aqui.

O primeiro a fazê-lo foi Gonçalo Falcão, que no court central confirmou o estatuto de segundo cabeça de série ao derrotar o uzbeque Grigoriy Korobeynikov no match tie-break, pelos parciais de 6-2, 1-6 e 10-8 depois de uma manhã extremamente agreste devido ao vento tão característico da região.

Não muito depois juntou-se a ele André Rodeia, o 11.º pré-designado da fase de qualificação, que em dois sets levou a melhor sobre o espanhol Pol Sanchez Vinas, parciais de 6-2 e 7-5.

Em sentido contrário, Bernardo Roque perdeu para o primeiro cabeça de série, Filipe Brandão (Brasil), por 4-6, 6-3 e 10-7 e Paulo Fernandes para o terceiro, Terence Das (Índia), por 6-3 e 6-1.

Com estes resultados, Falcão e Rodeia juntam-se a 11 compatriotas no quadro principal: Fred Gil, João Monteiro, Tiago Cação e Nuno Borges são cabeças de série, Luís Faria, Francisco Cabral, Daniel Batista e Fábio Coelho também tiveram entrada direta e Hugo Maia, Pedro Araújo e Manuel Gonçalves foram convidados pela organização.

Mas a estes jogadores da casa pode ainda juntar-se um outro, uma vez que Benjamin Petri, que seria o adversário de Francisco Cabral, desistiu e será substituído por um lucky loser ainda esta terça-feira.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."