Daniel Rodrigues conclui semana memorável como vice-campeão do Porto Open

PORTO — Chegou ao fim a semana inesquecível de Daniel Rodrigues no Complexo Desportivo do Monte Aventino. Proveniente na fase de qualificação, o jovem madeirense somou seis vitórias e só foi travado na grande final de singulares do Porto Open.

Aos 19 anos, e já com vitórias sobre Arthur Bernabe, Filipe Brandão (ambas no qualifying), Daniel Batista, Baptiste Crepatte, Luís Faria e Hugo Grenier, o vice-campeão nacional absoluto de 2017 procurava o sétimo e derradeiro triunfo mas foi travado por Pablo Vivero Gonzalez, que com os parciais de 6-2 e 6-2 se sagrou campeão da 20.ª edição do torneio da cidade invicta.

No encontro mais importante da carreira, que cumpriu a tradição do torneio e contou com bancadas muito bem compostas, Daniel Rodrigues acusou a pressão do momento. Tendo pela frente um adversário extremamente perigoso, que apesar da técnica pouco ortodoxa consegue criar muitas dificuldades aos adversários e poucos erros comete, o tenista português não esteve ao nível das prestações anteriores (entre as quais se destaca a vitória da segunda ronda, frente ao primeiro cabeça de série) e não só não conseguiu criar as dificuldades necessárias ao serviço do espanhol como cedeu quatro quebras de serviço que ajudaram a ditar a derrota em dois parciais.

Apesar da derrota, Daniel Rodrigues só tem motivos para sair da cidade invicta satisfeito: a chegada à primeira final vale-lhe 12 pontos para o ranking ATP, que serão contabilizados assim que, a 5 de agosto, se der a correção às classificações mundiais que a Associação dos Tenistas Profissionais e a Federação Internacional de Ténis acordaram depois de uma experiência fracassada.

A próxima paragem do jogador que há cerca de um ano aceitou o desafio de representar a Universidade de South Carolina no circuito norte-americano será a Beloura Tennis Academy, o clube onde treina e tem à espera o seu treinador, Jorge Gonçalves.

Essa é, também, a próxima paragem do circuito internacional em Portugal — serão dois torneios de 15.000 dólares, o primeiro entre 12 e 18 de agosto e o segundo entre os dias 19 e 25. Antes (e também em simultâneo), será disputado no nosso país o Campeonato do Mundo de Ténis de Veteranos, o ITF Seniors World Tennis Championships. A competição por equipas joga-se de 4 a 9 de agosto no Complexo de Ténis do Jamor, no Clube de Ténis do Estoril e no Clube Internacional de Foot-Ball, enquanto a prova individual (de 10 a 17 de agosto) acontece no Jamor.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."