Pedro Sousa chega às segundas meias-finais do ano no circuito Challenger

Pedro Sousa 1
Fotografia: Lisboa Belém Open/Fernando Correia

Horas depois de Frederico Silva, em Praga, também Pedro Sousa selou o apuramento para as meias-finais do quadro principal de singulares de um torneio Challenger — mas em Tampere, na Finlândia.

Principal candidato à vitória em solo finlandês, o número dois nacional e 114.º ATP não perdeu tempo e superou Federico Coria (172.º) em duas partidas, parciais de 6-4 e 6-2 ao cabo de apenas 71 minutos de jogo.

Naquele que foi o segundo encontro da história entre ambos, o lisboeta de 30 anos conseguiu ser mais assertivo do que na primeira ocasião — quando precisou de recuperar da desvantagem de um set para avançar no Lisboa Belém Open de 2017 — e com três quebras de serviço selou um embate em que esteve sempre no comando.

Pedro Sousa começou os dois parciais a quebrar o serviço do jovem argentino (irmão mais novo de Guillermo Coria) e no segundo, já mais descontraído, voltou a fazer um break para carimbar a vitória de forma folgada.

Com o terceiro triunfo em Tampere, Pedro Sousa chega pela segunda vez às meias-finais de um Challenger emCom o terceiro triunfo em Tampere, Pedro Sousa chega pela segunda vez às meias-finais de um Challenger em 2019. Na primeira, em Blois, só saiu de lá com o título, graças à vitória sobre Kimmer Coppejans na grande final, e o belga pode ser precisamente o seu próximo adversário, caso leve a melhor sobre o holandês Tallon Griekspoor. 2019. Na primeira, em Blois, só saiu

Atualizado às 14h54.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."