Daniel Rodrigues vence duelo português e estreia-se em meias-finais de singulares em ITFs

PORTO — Pela primeira vez na ainda curta carreira, Daniel Rodrigues (2201.º na tabela da ITF) está apurado para as meias-finais de um quadro principal de singulares de um torneio do circuito internacional.

Aos 19 anos, o jovem madeirense impôs-se de forma autoritária perante o compatriota Luís Faria (593.º ITF), que visivelmente afetado por problemas físicos não conseguiu criar-lhe dificuldades e perdeu por claros 6-0 e 6-1 ao cabo de 58 minutos.

Vice-campeão nacional absoluto em 2017, quando perdeu para João Sousa na sua “segunda casa” — a Beloura Tennis Academy —, Rodrigues voltou a estar implacável e aproveitou o dia menos feliz do adversário vimaranense (que na véspera disputou um encontro de três horas que terminou já depois das 22h) para somar uma vitória folgada, um dia depois de ter afastado o primeiro cabeça de série Baptiste Crepatte.

Com este triunfo, Daniel Rodrigues chega pela primeira vez na carreira às “meias” em provas de singulares no circuito internacional — curiosamente, já o tinha feito na variante de pares precisamente ao lado de Luís Faria, em Vilamoura (março de 2018).

Na próxima fase, o jovem tenista português que há cerca de um ano embarcou numa aventura do outro lado do Atlântico (estuda e joga na Universidade de South Carolina) vai medir forças com Hugo Grenier, francês que confirmou o estatuto de quinto pré-designado (fruto do 485.º posto que ocupa no ranking ATP) ao vencer Nicolas Alvarez Varona por 6-2 e 6-1.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."