Inês Murta vence duelo português no regresso ao Palmela Open

PALMELA — Já se sabia que a abrir a jornada desta quarta-feira pelo menos uma portuguesa (e até uma Inês) se iria a juntar a Francisca Jorge na segunda ronda do Palmela Open — faltava apenas descobrir-se qual.

E ao fim de 76 minutos acabou por ser a mais experiente, Inês Murta, a seguir em frente, graças ao triunfo por 6-3 e 6-1 frente à bem mais jovem Inês Oliveira, que aos 16 anos disputa sétimo torneio profissional da temporada e da carreira.

Depois de um começo equilibrado, a tenista algarvia começou a ficar confortável dentro de campo e tomou conta do marcador, acabando por quebrar por seis vezes o serviço da adversária — que recebeu um convite para o quadro principal.

Com a vitória, Inês Murta torna-se na primeira vencedora da jornada desta quarta-feira e fica à espera do desenvolvimento do encontro entre a qualifier Sathwika Sama e a espanhola Eva Guerrero Alvarez (terceira pré-designada) para conhecer a próxima adversária.

Ainda esta quarta-feira, Rita Pinto (outra das jogadoras a receber um wild card para o quadro principal) defronta a qualifier Anastasiya Poplavska e Sara Lança, que foi a única portuguesa a superar o qualifying, desafia Guiomar Maristany Zuleta de Reales.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."