Novak Djokovic junta-se a Rafael Nadal no Nitto ATP Finals 2019

Fotografia: Wimbledon

O número um mundial Novak Djokovic sagrou-se este domingo campeão, pela segunda vez consecutiva, do mítico e centenário torneio de Wimbledon, após superar na final o rival Roger Federer, numa batalha marcada por nervos, emoção, match points salvos e, por fim, a glória.

Porém, esta brilhante campanha de Novak Djokovic não se traduziu unicamente na aquisição do majestoso e reluzente troféu dourado. A conquista do seu quinto título sobre a relva do All England Club vale também ao sérvio o passaporte para o Nitto ATP Finals 2019, torneio que reúne os oito tenistas com melhores prestações na presente temporada.

Pela décima segunda vez na carreira, o atleta natural de Belgrado ocupa uma das vagas desta cimeira de elite. Estreante em 2007, Novak Djokovic foi presença contínua até ao ano de 2016. No ano seguinte, prescindiu da prova face a uma lesão no cotovelo direito, enquanto na edição do ano passado apenas foi travado na decisão pelo título, sucumbindo aos pés de Alexander Zverev. Ao longo destas doze presenças, o sérvio saiu com o título nas mãos em 2008, 2012, 2013, 2014 e 2015.

Agora a liderar a Race to London, Novak Djokovic destaca-se com 6725 pontos conquistados, acompanhado na retaguarda por Rafael Nadal, também já qualificado. Em terceiro plano, surge ainda Roger Federer, a cerca de 1000 pontos de garantir o apuramento.

Recorde-se que o Nitto ATP Finals decorrerá entre os dias 10 e 17 de novembro e terá lugar na ampla O2 Arena, com lotação de cerca de 20 mil lugares e localizada na cidade de Londres, junto ao rio Tamisa.

Total
3
Shares
Total
3
Share