Uma semana depois, a “vingança”: Francisco Dias e Gonçalo Falcão campeões de pares

Vice-campeões de pares no passado sábado em Idanha-a-Nova, Francisco Dias e Gonçalo Falcão foram, desta feita, bem sucedidos numa grande final para conquistar o primeiro título enquanto equipa no segundo torneio consecutivo realizado na vila portuguesa do distrito de Castelo Branco.

Depois de na semana passada terem gorado a hipótese de conquista do primeiro torneio em 2019, Dias e Falcão, segundos favoritos e que haviam perdido frente a Francisco Cabral e Nuno Borges, conseguiram recuperar de uma desvantagem de um set a zero para levar a melhor sobre Cabral e o alemão Robert Strombachs, primeiros cabeças de série, através dos parciais de 5-7, 6-4 e 12-10.

Assim, Francisco Dias captura então o terceiro título da carreira (todos em pares) e primeiro na presente temporada e com um parceiro lusitano, ao passo que Gonçalo Falcão não só arrecada o seu 12.º título de pares como também quebra um longo jejum que datava de 2016 (ano em que tinha conquistado um título pela última vez, ao lado de Fred Gil).

Avatar
Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.