Roger Federer é o finalista mais velho dos últimos 45 anos em torneios do Grand Slam

A um mês de celebrar o 38.º aniversário, Roger Federer apurou-se para a 31.ª final da carreira em torneios do Grand Slam.

Com uma vitória em quatro sets sobre Rafael Nadal, o helvético tornou-se no finalista mais velho dos últimos 45 anos, ou seja, 1974, quando Ken Rosewall atingiu, aos 45 anos, a decisão deste mesmo torneio de Wimbledon.

O triunfo alcançado esta sexta-feira permite ainda a Roger Federer aumentar outros recordes: é o primeiro tenista masculino a disputar 12 finais de singulares em Wimbledon e o primeiro a chegar às 31 decisões em torneios “Major”, ficando, no cômputo geral, apenas atrás de Chris Evert (34), Serena Williams e Martina Navratilova (ambas com 32).

Total
123
Shares
Total
123
Share