Tiago Cação e Luís Faria com sortes diferentes em Idanha-a-Nova

Tiago-Cação-2

Este início de jornada de quarta-feira do segundo ITF de 15.000 dólares consecutivo sediado em Idanha-a-Nova foi de emoções mistas para a comitiva portuguesa: enquanto Luís Faria somou uma vitória em sets diretos na estreia, Tiago Cação foi surpreendentemente eliminado.

Segundo candidato ao título fruto do 553.º lugar ATP que detém e semi-finalista na semana passada, Cação voltou a ter pela frente na primeira ronda o chileno Michel Vernier (512.º ITF) e se na semana passada ainda recuperou de uma desvantagem de um set a zero rumo ao triunfo, desta feita não conseguiu consumar essa tentativa de reação e acabou por perder com parciais de 6-3, 3-6 e 7-5 ao cabo de duas horas e 14 minutos.

Melhor sorte teve Faria: atual número 640 ITF, o jogador vimaranense de apenas 19 anos de idade atingiu os oitavos de final da prova portuguesa pela segunda semana consecutiva ao impor-se perante o qualifier britânico Harry Meehan (1594.º ITF) por 6-4 e 6-3. Segue-se o sexto cabeça de série, o britânico Aidan McHugh (85.º ITF).

Ontem, terça-feira, foi dia de conclusão dos encontros do qualifying e também da disputa do primeiro embate do quadro principal, com Daniel Batista, 540.º ITF, a sucumbir em três sets para o britânico Jonathan Gray, oitavo pré-designado e número 229 ITF, por 7-5, 4-6 e 6-1. Quanto aos qualifiers nacionais, foram eles Francisco Dias e Gonçalo Falcão.

Total
9
Shares
Total
9
Share