Fognini perde a cabeça, pede desculpa e corre risco de falhar os próximos dois Grand Slams

O italiano Fabio Fognini está novamente envolvido em polémica, neste caso uma polémica que lhe pode valer a suspensão dos próximos dois Grand Slams. O tenista transalpino perdeu a cabeça durante o encontro deste sábado frente a Tennys Sandgren – que perdeu em três sets – e está agora dependente do que decidir a organização de Wimbledon.

Numa altura em que já perdia por um set e servia a 2-2 na segunda partida, o italiano manifestou o seu desagrado por ter sido colocado no Court 14. “Malditos ingleses. Malditos. É justo jogar aqui? Devia explodir aqui uma bomba”, afirmou Fognini, que foi prontamente advertido pelo árbitro de cadeira, o português Carlos Ramos. De recordar que, em 1940, os alemães bombardearam Wimbledon no decorrer da 2.ª Guerra Mundial, com a cobertura do Centre Court a ser atingida.

Mais tarde, já na sala de imprensa, o italiano pediu desculpa pelo sucedido: “Aconteceu alguma coisa em court. Se alguém se sente ofendido, eu peço desculpa, sem problema. Na maior parte do tempo em que estás no court, sentes-te frustrado. Claramente que eu não estava satisfeito com a minha exibição de hoje, porque sabia que tinha muito a ganhar neste caso, porque penso que tenho uma boa hipótese de ganhar.”

Este é já o terceiro caso de insubordinação de Fabio Fognini em torneios do Grand Slam, o que poderá ditar um afastamento do italiano dos próximos dois Majors. Em 2014, Fognini foi multado pela organização de Wimbledon em 27,500$ – até então um valor recorde – devido a ofensas proferidas durante um encontro da primeira ronda. Mais tarde, na edição de 2017 do US Open, o uso de linguagem preconceituosa para com uma árbitra de cadeira levou a que Fabio Fognini fosse punido com o impedimento de jogar dois Grand Slams.

No entanto, a sentença foi ditada sob o regime de pena suspensa e com duração de dois anos, pelo que deveria expirar esta temporada. No entanto, e a apenas alguns meses de tal acontecer, a organização de Wimbledon tem agora nas mãos o destino de Fognini em relação ao US Open deste ano e ao Australian Open do próximo ano.

Total
15
Shares
Total
15
Share