Elina Svitolina carimba o passaporte para a quarta ronda de Wimbledon

Elina Svitolina soma e segue em Wimbledon. Depois de ter estado bem perto de ser eliminada por Margarita Gasparyan, a ucraniana elevou o nível de jogo esta sexta-feira e afastou a grega Maria Sakkari, 31.ª cabeça de série, com parciais de 6-3, 6-7(1) e 6-2.

A tenista helénica entrou melhor no encontro e foi a primeira a conseguir o break, que lhe permitiu adiantar-se por 3-1 no marcador. Porém, Svitolina descobriu as falhas no segundo serviço da adversária e castigou até não poder mais. A ucraniana alinhou dessa forma cinco jogos consecutivos e fechou o parcial em 34 minutos.

No segundo set, Sakkari voltou a entrar melhor e desta vez conseguiu quebrar o serviço da oponente não uma, mas duas vezes. A grega liderou por 3-0 mas viu Svitolina recuperar um dos breaks de forma imediata. Com vantagem de uma quebra de serviço durante praticamente todo o parcial, a número 32 do Mundo cedeu quando não o podia fazer, numa altura em que servia para forçar uma terceira partida. Ainda assim, Sakkari foi capaz de levar mesmo o encontro para a “negra”, na sequência de um tie-break a roçar a perfeição.

O último set trouxe uma Svitolina a servir bastante melhor do que a adversária e, acima de tudo, a cometer menos erros. A maior consistência da ucraniana saiu premiada com um break madrugador. Pouco depois, a tenista natural de Odessa voltou a quebrar o serviço de Sakkari e colocou-se a servir para fechar a partida. Ao sétimo match point, e após duas horas e sete minutos, Svitolina garantiu o triunfo.

De lugar reservado na quarta ronda, a número oito mundial aguarda agora pela sua adversária, que vai sair do confronto entre a 24.ª pré-designada, Petra Martic, e a norte-americana Danielle Rose Collins.

Total
5
Shares
Total
5
Share