Aryna Sabalenka continua numa maré de derrotas e diz adeus a Wimbledon à primeira

É sem dúvida uma das surpresas do primeiro dia da edição edição de 2019 de Wimbledon, que ainda agora arrancou. Aryna Sabalenka, número 11 da hierarquia mundial feminina, continua sem encontrar o caminho de regresso aos êxitos.

A viver uma fase menos boa da carreira, a jovem bielorrussa de apenas 21 anos realizou uma prestação muito aquém das expectativas traçadas e tornou-se numa das primeiras a dizer adeus ao Major britânico: perdeu por 6-2 e 6-4 para Magdalena Rybarikova, antiga top-20 e semifinalista de Wimbledon em 2017.

Teórica favorita à vitória no primeiro encontro entre ambas, Sabalenka nunca conseguiu criar dificuldades de maior à eslovaca: depois de um primeiro set desastroso que terminou com o resultado de 6-2 em menos de meia-hora, a bielorrussa subiu ligeiramente o nível mas não de forma suficiente para ter argumentos para lutar pela vitória, acabando derrotada ao fim de apenas 71 minutos.

Depois da conquista em Shenzhen que a levou para o lote das dez melhores tenistas, Aryna Sabalenka está a viver uma autêntica maré de derrotas. Na presente temporada, detém um registo de 22 triunfos frente a 16 desaires, e desde o início do mês de junho, apenas sorriu no final de quatro partidas.  Foi a primeira cabeça de série a abandonar a edição de 2019 do torneio de Wimbledon, que arrancou às 11 horas desta segunda-feira.

Na segunda eliminatória, Rybarikova — que depois da terceira ronda alcançada em 2015 foi semifinalista em 2017, sendo apenas travada pela futura campeã Garbine Mugurza — terá pela frente a vencedora do duelo de gerações entre a veterana Venus Williams, de 39 anos, e a jovem Cori Gauff, de 15, que fez história ao tornar-se na qualifier mais jovem da Era Open a atingir a primeira ronda de Wimbledon.

Estreia segura para Pliskova

Mais razões para sorrir teve Karolina Pliskova. Campeã na relva de Eastbourne há dois dias, a jogadora checa (que já passou pelo primeiro lugar do ranking) conseguiu somar uma vitória em dois sets sobre Lin Zhu (101.ª WTA), por 6-2 e 7-6(4), para avançar à segunda fase.

A tenista checa de 27 anos é vista como uma das maiores candidatas ao título em Wimbledon, onde apesar de tudo nunca conseguiu ir além da quarta eliminatória — alcançada pela primeira vez há um ano.

Total
1
Shares
Total
1
Share