Aos 37 anos, Feliciano López volta a ser o “King” do Queen’s Club com uma semana brilhante

Dois anos depois, Feliciano López está de volta aos títulos.

Aos 37 anos, e agora como wild card, o tenista espanhol voltou a ser feliz no Queen’s Club, em Londres, onde tem sido protagonista de uma semana brilhante que ainda pode conhecer um novo capítulo, uma vez que tem a final de pares por disputar ao lado de Andy Murray.

Porque velhos são os trapos, o espanhol e o francês Gilles Simon lutaram de igual para igual ao longo de 2h52 que prestaram uma verdadeira homenagem ao ténis clássico, com muitas subidas à rede, serviço-volley e slices de esquerda para variarem a velocidade e direção do jogo.

No final, acabou por ser o mais velho dos dois a ser feliz, ao vencer com os parciais de 6-2, 6-7(4) e 7-6(2) para se tornar no campeão mais velho da história do torneio e no primeiro jogador a vencer como wild card desde 1999, quando Pete Sampras também o conseguiu.

A vitória no Queen’s Club — que lhe permite erguer o oitavo título da carreira — não só dá a Feliciano López qualquer coisa como 430.000 euros mas também uma subida de 60 lugares na próxima atualização do ranking ATP, passando da 113.ª para a 53.ª posição.

Total
2
Shares
Total
2
Share