Miguel Gomes chegou aos primeiros quartos de final da carreira na Tunísia

Nas últimas duas semanas a comitiva lusa voltou a ir a jogo no circuito júnior e se na primeira semana o melhor que conseguiu foi um par de presenças em segundas rondas, nesta última houve um quartofinalista português: Miguel Gomes.

O jovem lisboeta, que é o atual número 2189 da hierarquia júnior e a nova aposta do CAR – Centro de Alto Rendimento para o futuro, esteve em bom plano ao chegar ao top-8 de singulares de uma prova do circuito de sub-18 pela primeira vez na sua carreira.

Proveniente da fase de qualificação (onde já havia obtido três vitórias esclarecedoras — o máximo de jogos cedidos nos seis parciais jogados foi de três), Miguel Gomes deu a melhor continuidade a esse percurso ao derrotar, já no quadro principal, o espanhol Pol Otin (1266.º) por 6-4 e 6-3 e a surpreender o segundo cabeça de série, o tunisino Habib Stambouli (395.º), pelos parciais de 6-4 e 6-2 rumo aos “quartos” do Grade 4 de Kelibia.

No encontro de acesso às meias-finais, porém, o excelente caminho de Miguel Gomes acabaria por chegar ao fim, com o russo Erbol Eldiyar Uulu (714.º) a impor-se esta sexta-feira por 6-3 e 6-2. Apesar desta derrota, a jovem promessa lusitana obtém em solo tunisino o seu primeiro grande resultado individual (já havia sido semi-finalista de pares do Grade 5 de Vila do Conde em 2018) e sai de solo tunisino com um saldo muito positivo de cinco triunfos e um desaire.

Ainda no Grade 4 africano, também Henrique Petiz (1397.º) e Tiago Pereira (vindo do qualifying e 1816.º do ranking) competiram no quadro principal e foram ambos eliminados na segunda eliminatória: o primeiro superou o convidado local Haithem Rabbouche (2022.º) por 6-7(5), 6-4 e 7-5 antes de cair por 6-1 e 6-1 para o sexto pré-designado, o espanhol Diego Sanchez (501.º), ao passo que o segundo bateu o wild card tunisino Taha Messelmani (6-1 e 7-5) e depois cedeu só em três partidas (1-6, 6-3 e 6-2) para o terceiro candidato ao título, o norueguês Casper Christensen (389.º).

Avatar
Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.