Tsitsipas e Auger-Aliassime sobrevivem a jornada dupla e marcam encontro entusiasmante

Primeiro Stefanos Tsitsipas, depois Félix Auger-Aliassime. Não tem sido uma semana fácil em Londres e por isso alguns jogadores foram forçados a uma jornada dupla nesta quinta-feira, com o grego e o canadiano a superarem tarefas redobradas para marcarem encontro nos quartos de final.

Depois de uma passagem desapontante por ‘s-Hertogenbosch, onde não foi além do primeiro encontro (perdeu em três sets para Nicolas Jarry), Stefanos Tsitsipas está finalmente a encontrar boas sensações na relva e depois de ter despedaçado os corações da casa na parte da manhã — completou a vitória sobre Kyle Edmund que iniciara na jornada anterior, com os parciais de 6-3 e 7-5 — deu razões para sorrir ao terceiro maior torneio disputado na cidade de Londres.

Como? Ao vencer uma longa, equilibrada e muito entusiasmante batalha frente a outro jogador que este ano também se despediu do Millennium Estoril Open com um troféu de campeão (mas de pares): Jeremy Chardy, que esteve perto de repetir a presença nos quartos de final mas não conseguiu servir com sucesso para o encontro no segundo parcial e acabou por sofrer uma reviravolta, consumada em dois tie-breaks: 4-6, 7-6(0) e 7-6(4) após 2h38.

Muito trabalho teve, também, Félix Auger-Aliassime. Recém finalista do ATP 250 de Estugarda, onde perdeu a terceira final da carreira, o jovem canadiano de 18 anos superou o ex-campeão Grigor Dimitrov e Nick Kyrgios num só dia, depois de cinco sets em que só enfrentou dois break points… E não foi quebrado uma única vez.

A vitória frente ao búlgaro fez-se com os parciais de 6-4 e 6-4, enquanto para bater o australiano teve de sofrer um pouco mais até conseguir uma quebra de serviço que lhe permitiu fugir a um terceiro tie-break consecutivo: 6-7(4), 7-6(3) e 7-5 foi o resultado final.

Chuva de surpresas numa jornada cheia

Quatro cabeças de série seguiram em frente, quatro ficaram pelo caminho: o primeiro deles foi Juan Martin del Potro, que menos de 24 horas depois de derrotar Denis Shapovalov viu confirmadas as piores notícias — a escorregadela no encontro de quarta-feira acabou por resultar numa rótula partida e, por consequência, mais uma ida à mesa de operações, já agendada para os próximos dias.

Pelo caminho ficaram outros dois campeões do Grand Slam: Marin Cilic (campeão em título e quinto cabeça de série desta edição) deixou-se surpreender por Diego Schwartzman em duas partidas (6-4 e 6-4), enquanto Stan Wawrinka — o sétimo candidato ao título — entrou bem mas acabou por ceder a recuperação ao atual número 191 do mundo, Nicolas Mahut, que com os parciais de 3-6, 7-5 e 7-6(2) regressa aos quartos de final de um dos torneios onde já foi mais feliz — atingiu a final no ano de 2007.

O Queen’s Club despediu-se ainda do segundo pré-designado, Kevin Anderson, que não resistiu a Gilles Simon e perdeu por 6-1, 4-6 e 6-4.

Total
1
Shares
Total
1
Share