Frederico Silva afastado na estreia no Challenger de Jerusalém

Foi curta a prestação de Frederico Silva (325.º) naquela que foi a primeira edição do Challenger de Jerusalém, com o jogador natural das Caldas da Rainha a sair de cena logo ao encontro inaugural.

A disputar o seu terceiro torneio consecutivo deste nível, o protégée de Pedro Felner teve pela frente o búlgaro Dimitar Kuzmanov (330.º ATP) e, pese a maior réplica no segundo set, acabou por não conseguir contrariar o ténis do seu oponente, o que ditou um desaire em duas partidas, por 6-2 e 7-6(2).

Desta forma, o jogador caldense de 24 anos de idade dá por encerrada de maneira precoce a sua campanha no evento israelita e deixa agora apenas Gonçalo Oliveira como único representante português ainda em competição.

Avatar
Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.