Lisboa Belém Open: Silva, Gil e Saraiva estreiam-se; Cação e Elias voltam à carga

Fotografia: Beatriz Ruivo/Lisboa Belém Open

LISBOA — O segundo dia de Lisboa Belém Open vai promover três estreias e dois regressos. Com o novo formato dos torneios Challenger ATP, as rondas “misturam-se” e os jogadores são forçados a jogarem etapas diferentes nos mesmos dias.

No Estádio CIF, o court central do clube lisboeta, a ação abre às 10h com o encontro de pares dos wild cards Fred Gil e Bernardo Saraiva contra o espanhol Javier Barranco Cosano e o italiano Raul Brancaccio. Será o primeiro encontro dos tenistas portugueses nesta edição do Challenger lisboeta.

E logo a seguir pisará a terra batida outro jogador que ainda não foi a jogo no torneio: Frederico Silva, que recebeu um convite para o quadro principal de singulares e vai tentar repetir a boa semana protagonizada em Braga (onde esteve mesmo a um ponto de atingir os quartos de final).

O tenista caldense tem pela frente Steven Diez, canadiano que é o número 266 do mundo, chegou a ser 162.º em 2016 e que esta segunda-feira afastou Luís Faria num dos dois encontros do quadro de qualificação.

A jornada desta terça-feira conta ainda com outros três encontros de singulares no court central: Tiago Cação e Gastão Elias, que superaram os primeiros desafios, voltam à ação respetivamente contra Enrique Lopez Perez e Guido Andreozzi; e pelo meio estreia-se uma das figuras de cartaz, o espanhol Roberto Carballes Baena (número 86 do mundo e segundo cabeça de série), que defronta Evgeny Karlovskiy.

Para além destes encontros, há mais ténis para ver. Eis a ordem de jogos completa:

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."