Pemra Ozgen e Urszula Radwanska discutem título do Óbidos Ladies Open 3

Devido à chuva que caiu um pouco por todo o país nos últimos dias, este sábado foi dia de jornada dupla no Óbidos Ladies Open 3 e já são conhecidas as finalistas: Pemra Ozgen e Urszula Radwanska.

Ozgen, terceira cabeça de série e atual 252.ª WTA, voltou a comprovar que se dá muito bem com os courts de carpete do Guardian Sports Club: depois de bater a suíça Susan Bandecchi (401.ª) por 7-6(5) e 6-3, a turca, cujo único título conquistado em 2018 ocorreu precisamente em Óbidos, surpreendeu a principal candidata ao título, a grega Valentini Grammatikopoulou (198.ª), pelos parciais de 6-3 e 6-4.

Quanto à irmã mais nova da antiga tenista Agnieszka Radwanska, começou por superar a sexta favorita, a norte-americana Maria Sanchez (337.ª), por 7-6(4), 2-6 e 6-2, no duelo dos quartos de final. Já em embate referente às meias-finais, a polaca, que defende o estatuto de quarta candidata ao título e ocupa o 301.º lugar do ranking, derrotou mais facilmente a britânica Emily Webley-Smith (524.ª) por 6-3 e 6-4.

Na vertente de pares, Francisca Jorge e Maria Inês Fonte procuravam o acesso à maior final (afinal, trata-se de um evento de 25.000 dólares) das suas carreiras até ao momento (no caso de Fonte, a primeira de sempre) e até entraram com tudo no jogo das meias-finais ao conquistar de forma expressiva o primeiro set.

Porém, a italiana Martina Colmegna e a colombiana Maria González foram “atrás do prejuízo” e acabaram mesmo por consumar a reviravolta através dos parciais finais de 1-6, 7-5 e 10-3, impedindo assim aquela que seria a vitória mais importante das jovens portuguesas até agora.

Avatar
Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.