Mariana Campino também fica pelo caminho no Óbidos Ladies Open 3

Fotografia: LX Team

Terminou esta quarta-feira a participação portuguesa na variante individual do terceiro torneio ITF organizado na Bom Sucesso Tennis Academy, em Óbidos.

Depois de Inês Teixeira, que se viu obrigada a desistir do encontro da ronda inaugural do quadro principal de singulares, também Mariana Campino saiu de prova. A tenista lisboeta, que também recebeu um wild card, perdeu por 6-1 e 6-3 para a equatoriana Charlotte Roemer, que ocupa o 64.º lugar da ITF na tabela que entrou em efeito no início da temporada.

Nascida em 2003, a jogadora portuguesa que treina no Jamor procurava a terceira presença da carreira em segundas rondas de quadros principais ITF, ela que já não competia a nível internacional (no circuito profissional) precisamente desde que o fez: foi em outubro, quer no primeiro, quer no segundo torneios de Lousada — e sempre contra jogadoras portuguesas: Joana Baptista e Leonor Oliveira.

Com este resultado, a participação portuguesa no 3.º Óbidos Ladies Open fica exclusivamente a cargo de Francisca Jorge e Maria Inês Fonte. As campeãs nacionais absolutas — que depois de conquistarem o título se defrontaram na final individual — derrotaram Victoria Allen e Oona Orpana na primeira ronda, por 3-6, 6-4 e 10-8, e na etapa seguinte beneficiaram de um walkover (falta de comparência) das britânicas Sarah Beth Grey e Eden Silva, primeiras pré-designadas.

Assim, as jogadoras do Centro de Alto Rendimento já estão apuradas para as meias-finais, onde vão defrontar Martina Colmegna/Maria Fernanda Herazo Gonzalez (terceiras candidatas ao título) ou Mariam Bolkvadze/Ana Vrljic.

Artigo redigido às 19h52 de quarta-feira e atualizado às 16h21 de quinta-feira.

Avatar
Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.