Em grande: Sousa volta a derrotar uma das melhores duplas rumo aos quartos de final em Madrid

Um mês depois, João Sousa voltou a derrotar uma das melhores duplas do mundo para chegar aos quartos de final do quadro de pares de um ATP Masters 1000. Desta vez, em Madrid.

Se em Monte Carlo o fez ao lado de Diego Schwartzman, e em duas partidas, esta quarta-feira foi com Guido Pella — também argentino — que o vimaranense derrotou Henri Kontinen e John Peers, os finalistas da última edição do Australian Open. Desta feita, com os parciais de 4-6, 7-6(11) e 11-9 ao fim de 1h37.

Esta foi a terceira vez em 2019 que o melhor tenista português de todos os tempos se viu pela frente com estes adversários. Em janeiro, foi travado pelo finlandês e o neozelandês nas meias-finais do Australian Open, as primeiras da carreira a esse nível.

Nos terceiros quartos de final da carreira de pares em torneios Masters 1000 (os primeiros aconteceram há menos de um ano, em Roma — de onde saiu como vice-campeão; e os segundos em Monte Carlo), João Sousa vai ter como adversários ou Robin Haase/Raven Klaasen ou Lukasz Kubot/Marcelo Melo, segundos candidatos ao título.

Em singulares, a campanha do pupilo de Frederico Marques terminou na eliminatória inaugural, onde foi travado pelo francês Adrian Mannarino — entretanto superado por Stefanos Tsitsipas.

Atualizado às 18h36.

Total
13
Shares
Total
13
Share