Vitória com muita garra assegura Portugal no top 8 do Campeonato Europeu de Squash por Equipas

LISBOA – Foi um primeiro dia para mais tarde recordar aquele que marcou o regresso da seleção nacional feminina às grandes provas mais de 20 anos depois. Entre os 78 encontros que se disputaram no Lisboa Racket Centre, Portugal conseguiu fechar uma jornada que não começou bem com uma alegria que valeu automaticamente um lugar entre as oito melhores equipas do Campeonato Europeu de Squash por Equipas da 3.ª divisão.

Na parte da manhã, o conjunto comandado por Luís Carvalho e composto por  Catarina Nunes, Beatriz Dias, Alexandra Santos, Mariana Martins e Sara Neves não conseguiu contrariar o favoritismo da Rússia e acabou derrotado por 3-0: Beatriz Dias perdeu por 11-1, 11-6 e 11-2 para Ekaterina Marusan, Sara Neves por 11-5, 11-4 e 11-8 para Varvara Esina e Alexandra Santos por 11-6, 11-7 e 11-5 para Alesya Aleshina.

O resultado deixou a equipa lusa numa situação delicada (a derrota significaria o afastamento na fase de grupos e consequente luta por um lugar nas últimas quatro posições) e porque o segundo desafio também não começou bem a tarefa chegou a parecer difícil de concretizar, mas a reação surgiu a tempo.

Depois da vitória de Catarina Nunes (por 11-8, 11-2 e 11-3 a Sara Rojnik), a Eslovénia empatou o confronto graças a Pika Rupar (9-11, 11-9, 11-9 e 11-8 sobre Mariana Martins) e deu um passo de gigante rumo aos quartos de final graças à entrada de rompante de Nina Kustec no terceiro e decisivo duelo. Mas a vantagem de dois sets não intimidou Alexandra Santos, que foi à luta e com uma perseverança notável venceu os últimos cinco pontos do encontro para confirmar a vitória portuguesa: 5-11, 8-11, 11-5, 11-7 e 11-9 foram os parciais finais.

Os cinco pontos que confirmaram a cambalhota no marcador seguidos dos festejos portugueses:

Com a vitória, a seleção nacional feminina “fintou” a luta pelas últimas quatro posições (as seleções derrotadas na fase de grupos discutem os 9.º, 10.º, 11.º e 12.º lugares) e está no top 8 do Campeonato Europeu de Squash por Equipas da 3.ª divisão, ou seja, os quartos de final.

Para além de Portugal, também Áustria, Croácia (Grupo A), Noruega, (Grupo C) e Estónia (Grupo D) têm já presença assegurada na fase a eliminar da competição feminina. Os restantes conjuntos serão apurados na jornada de quinta-feira, dia de decisões também no torneio masculino — em que Áustria, Eslovénia, Polónia, Ucrânia e Rússia foram 100% bem sucedidos numa jornada dupla.

Raquetc é media partner do Campeonato Europeu de Squash por Equipas da 3.ª divisão e está no terreno a acompanhar os desenvolvimentos da prova. Os encontros do court 1 são transmitidos em direto no Youtube.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."