Portugal repete equipa no regresso à qualificação para o Mundial de Ténis em Cadeira de Rodas

É já na próxima semana (entre 2 e 6 de abril) que a Vilamoura Tennis & Padel Academy dá as boas vindas à fase de qualificação europeia para o Campeonato do Mundo de Equipas de Ténis em Cadeira de Rodas pelo terceiro ano consecutivo. A seleção portuguesa será uma das equipas em ação no quadro masculino e parte com o objetivo de “melhorar a classificação dos anos anteriores”.

Joaquim Nunes, o selecionador nacional, optou por convocar os quatro jogadores que marcaram presença na edição transata. São eles o tetracampeão nacional Jean-Paul Melo (85.º do ranking mundial), o vice-campeão e ex-hepta campeão Carlos Leitão (214.º), João Sanona (246.º) e Francisco Aguiar (488.º).

Com o objetivo de “melhorar a classificação dos anos anteriores” graças a uma equipa que tem “mais experiência” e consegue lidar melhor com a “pressão de jogar em casa”, o selecionador nacional reforçou que Portugal quer “deixar uma imagem de empenho e capacidade de luta pelo melhor resultado possível”. Ou seja, uma classificação entre o segundo grupo, que decide as posições 5, 6, 7 e 8 da tabela final.

Em 2017, o primeiro ano em que a Vilamoura Tennis & Padel Academy recebeu a fase de qualificação, a seleção portuguesa terminou na 10.ª posição. Já em 2018, o 13.º foi o lugar alcançado.

Para além de Portugal, vão a jogo no quadro masculino da qualificação europeia outros 12 países que se vão dividir em quatro grupos (com o vencedor de cada a avançar para as meias-finais): Croácia, República Checa, Estónia, Alemanha, Áustria, Grécia, Hungria, Roménia, Eslováquia, Suíça, Itália e Rússia. Já a competição feminina, não conta com representação portuguesa e será decidida entre Bélgica, Rússia, Bulgária, Dinamarca, Itália e Turquia.

A fase final do Campeonato do Mundo de Equipas de Ténis em Cadeira de Rodas vai acontecer em Ramat Asharon, Israel, entre os dias 13 e 18 de maio. E é neste capítulo que surge mais um fator de motivação para a equipa portuguesa continuar a evoluir: em 2020, a organização da fase final caberá a Portugal — entre a Vilamoura Tennis & Padel Academy e a Vale do Lobo Tennis Academy.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."