Gonçalo Oliveira fica a uma vitória do título em Shenzhen

Gonçalo Oliveira M

Foi na madrugada deste domingo que Gonçalo Oliveira disputou a segunda final do ano no circuito Challenger. Depois de já o ter feito em Banguecoque, o portuense também atingiu essa fase em Shenzhen, mas ao contrário do resultado alcançado na Tailândia, desta vez ficou com o estatuto de vice-campeão.

A jogar precisamente ao lado do tenista com quem tinha vencido esse mesmo título, o chinês Zhe Li, a dupla euro-asiática acabou por não conseguir superar o último obstáculo constituído por Christopher Rungkat e Cheng Peng Hsieh, acabando derrotados pelos primeiros cabeças de série por 6-4, 3-6 e 10-6.

Apesar do desaire, Gonçalo Oliveira despede-se da prova com motivos para sorrir, visto ter garantido a inédita entrada no top 100 mundial de pares já esta segunda-feira, devendo assumir o 99.º posto da hierarquia.

Francisco Semedo
Licenciado em Turismo e a tirar Mestrado em Ciências da Comunicação, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.