Messi (ele mesmo) também faz parte do consórcio que está a mudar a Taça Davis

Gerard Piqué como presidente, Lionel Messi como investidor. O recém-fundado grupo Kosmos, responsável pela reforma acentuada à Taça Davis, conta com nomes de peso nas suas fileiras.

A revelação foi feita pelo próprio futebolista catalão na quinta-feira, dia em que se realizou o sorteio da primeira edição das Davis Cup Finals.

À conversa com alguns membros da imprensa, Piqué revelou que o seu colega no Barcelona não só é um dos mais interessados nos desenvolvimentos como um dos investidores no grupo que ao longo dos próximos 25 anos vai investir 3 biliões de dólares na competição.

“Ele é um parceiro e faz parte da família da Kosmos. Interessa-se muito porque é um investidor. Gosta de ténis e tento sempre partilhar com ele aquilo em que estou a pensar porque sei que ele adora fazer parte disso e já nos conhecemos há 18 anos, desde que ele chegou ao clube”, contou Gerard Piqué.

Na mesma conversa com o jornalista Mike Dickson, do Daily Mail, Gerard Piqué confessou ainda que os diversos interesses a que dedica o seu tempo deixam os colegas de equipa espantados. “Eles não compreendem como é que eu consigo fazer isto tudo. Mas já estão habituados, sabem que eu preciso de estar ocupado. Não consigo estar em casa sem fazer nada, sem treinar ou ter a minha mente ocupada com várias coisas. Sempre fui assim, quero sempre estar envolvido em coisas que me deixam muito entusiasmado.”

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."