Maria Inês Fonte estreia-se na Fed Cup com uma derrota

Não começou da melhor forma a prestação do quarteto luso no Grupo II da Fed Cup. Maria Inês Fonte (701.ª ITF) foi a tenista escolhida para abrir as hostilidades frente à equipa de Israel, mas não foi capaz de adiantar Portugal no marcador, ao estrear-se na equipa sénior portuguesa com um desaire em dois parciais.

Com apenas 17 anos e sem ranking WTA, a tenista que se treina no Centro de Alto Rendimento defrontou uma adversária com um estatuto superior, Lina Glushko (142.ª ITF), com a maior das diferenças a poder ser demarcada através do novo ranking da ITF e no facto de esta já ter atuado em dois pares em representação da equipa israelita.

Estes dois fatores faziam da jovem de 19 anos claramente favorita à vitória e dentro de campo essa superioridade acabou por se confirmar, com a tenista lusa a sair derrotada pelos claros parciais de 6-1 e 6-2 em apenas 59 minutos de embate.

O encontro foi sempre dominado pela mais cotada das jogadoras, que esteve praticamente perfeita na sua pancada de serviço, quebrando o da mais jovem jogadora da contenda por 6 ocasiões, dados que se refletiram no pesado marcador.

Fechado o primeiro encontro do duelo luso-israelita, Portugal fica obrigado a vencer o próximo encontro de singulares e de seguida o de pares para poder fechar com sucesso o primeiro dia de competição no Luxemburgo. Francisca Jorge será a próxima a entrar em court para defrontar Maya Tahan, com o objetivo de levar a decisão para o par.

Francisco Semedo
Licenciado em Turismo e a tirar Mestrado em Ciências da Comunicação, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.