Novak Djokovic: “Estar aqui 12 meses depois da cirurgia é incrível, estou sem palavras”

Novak Djokovic fez o sétimo discurso de vencedor do Australian Open e tal como Rafael Nadal falou como um verdadeiro campeão. Entre cumprimentos ao adversário, elogios à organização e agradecimentos à equipa, o sérvio não deixou escapar nada.

Sobre a caminhada de Rafael Nadal: “Gostava de retribuir o favor e dar os parabéns ao Rafa pelas duas semanas. Hoje foi obviamente um encontro difícil mas como disseste recuperaste de uma lesão que te afastou do circuito desde setembro e tiveste azar com várias lesões ao longo da carreira mas mostraste-me a mim e a todos os colegas no circuito a definição de espírito de sacrifício e lutador.”

Os últimos 12 meses: Emocionado, Novak Djokovic precisou de alguns segundos para organizar os pensamentos e conseguir discursar ao recordar aquilo que teve de ultrapassar para regressar aos títulos em torneios do Grand Slam. “Desculpem, estou a tentar contemplar a jornada dos últimos 12 meses. Tal como o Rafa também me lesionei nos últimos dois anos e há exatamente 12 meses estava a ter uma cirurgia. Poder estar aqui de pé em frente a todos vós e ter ganho os últimos três torneios do Grand Slam é incrível, estou sem palavras.”

Os agradecimentos aos que lhe são próximos: “Quero agradecer à minha equipa por todo o apoio. Este é um desporto individual mas vocês estão sempre comigo, toleram-me nos meus dias difíceis e chegaram a uma grande fórmula de sucesso que está outra vez a resultar. Obrigado, Marian [Vajda] por regressares à minha equipa, obrigado a todos. Gostava também de dizer olá à minha família, começando pela minha mulher e os meus filhos. Espero que tenham estado a ver, pelo menos antes do encontro disseram que o iam fazer. Os troféus são ainda mais especiais quando tenho pessoas tão queridas e tão especiais na minha vida com quem os partilhar e eles a par dos meus dois irmãos e dos meus pais são as pessoas mais importantes que tenho neste planeta. Todos eles sacrificaram muito tempo e energias para eu poder viver o meu sonho e tento lembrar-me disso todos os dias para não o tomar como garantido.”

Os elogios ao melhor torneio do mundo: “Tenho de concordar com o Rafa. Este é definitivamente o melhor torneio do mundo. Estão a fazer um trabalho fantástico e fazem-nos sentir, jogadores, em casa. Estamos no verão e sinto um grande ambiente em todos os cantos da cidade e do país neste mês de janeiro, as pessoas respeitam-nos e gostam de nós, por isso é um grande prazer jogar aqui. Obrigado a todos pelo apoio e por melhorarem este torneio de ano para ano.”

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."