Kvitova: “Obrigado por ficarem comigo quando não sabíamos se voltaria a pegar numa raquete”

Final dramática, discurso emocionante. Petra Kvitova conseguiu evitar as lágrimas mas não a emoção na hora dos agradecimentos depois de se sagrar campeã do Australian Open pela primeira vez.

De volta a uma final do Grand Slam cinco anos depois, a tenista checa saiu derrotada pela primeira vez mas independentemente do resultado já sabia que a grande vitória tinha acontecido há dois anos, quando depois de ser esfaqueada na mão dominante por um assaltante conseguiu recuperar totalmente e voltar ao circuito.

Por isso, a tenista checa de 28 anos não deixou passar no esquecimento os agradecimentos à equipa. “Quero agradecer a todos mas em especial à minha equipa. Muito obrigado por ficarem comigo mesmo quando não sabíamos se eu voltaria a conseguir pegar numa raquete de ténis. Apoiaram-me todos os dias quando eu mais precisava e estiveram sempre positivos. Provavelmente não foi nada fácil e por isso muito obrigado”.

A abrir o discurso, Petra Kvitova já tinha partilhado toda a surpresa que sentia com os 15.000 espetadores que esgotaram a Rod Laver Arena. “Não consigo acreditar que acabo de disputar uma final de um torneio do Grand Slam outra vez. E foi uma grande final, muitos parabéns Naomi e também à tua equipa, jogaste bem e parabéns também por seres número um.”

Apesar de não ter conseguido conquistar o troféu que faria dela número um mundial pela primeira vez, a campeã de Wimbledon em 2011 (derrotou Maria Sharapova) e 2014 (superou Eugenie Bouchard) vai regressar ao segundo posto, igualando a sua melhor classificação.

Total
16
Shares
Total
16
Share