Vídeo: o momento em que, em lágrimas, Andy Murray anunciou o fim da carreira

Andy Murray
Fotografia: Australian Open

Calçar um sapato. Uma meia. Ter um dia normal. Andy Murray deixou de poder fazer tudo isto quando se lesionou com gravidade na anca. Competir ao mais alto nível — ao nível a que tanto se habituou e com que tantos encontros e títulos venceu — deixou de ser possível e por isso agora o britânico quer concentrar-se em “melhorar a minha qualidade de vida”.

A conferência de imprensa desta sexta-feira, no Media Day do Australian Open, chocou o mundo do ténis — mesmo se ao longo dos últimos meses, semanas e até dias vinham a ser cada vez maiores os sinais de que este momento poderia estar ao virar da esquina.

As imagens mostram Andy Murray emocionado e em lágrimas desde o primeiro instante, quando foi questionado sobre o seu estado físico.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."