Masters Veteranos Peugeot: Jogadores de alta cilindrada concluíram a primeira volta

Masters Veteranos Peugeot 6af

Partida, largada, fugida. Começou a corrida a um dos títulos mais cobiçados do calendário nacional, com o Masters Veteranos Peugeot a reunir dezenas de jogadores nos seis courts cobertos do Complexo Desportivo do Jamor para uma primeira volta que nada decidiu mas deixou em boa posição os “pilotos” mais ágeis.

Este fim de semana não há como enganar: os mais recentes topo de gama da marca que dá nome ao Masters Veteranos Peugeot assinalam o ponto de partida para uma experiência sem igual em Portugal, que se estende do histórico Centralito, onde estão expostos, à “nave” dos courts cobertos que foi vestida a rigor para a ocasião e que esta sexta-feira recebeu pela primeira vez os 52 participantes que ao longo do fim de semana lutam pelos títulos nos escalões de +35, +40, +45, +50, +55, +60 e +65.

Foram 26 os encontros que compuseram o dia inaugural — e que dia: a primeira bola foi servida às 11h e só para lá das 20h se jogou o último ponto. Os primeiros apurados só serão conhecidos no início da tarde de sábado, com a conclusão da primeira de duas rondas da fase de grupos previstas para a jornada, mas já há jogadores mais próximos dos troféus.

Maioria dos favoritos segurou o volante

Foram poucas as surpresas entre os jogadores que partiram da pole position dos vários grupos neste primeiro dia de Masters Veteranos Peugeot. Nas senhoras, aliás, só Ann Fernandes derrapou. A jogadora mais cotada do quadro de +55 perdeu por 6-4, 3-6 e 10-6 para Elisabetta Bortone naquele que foi um dos seis encontros levados ao super tie-break na jornada desta sexta-feira. No outro encontro do escalão, Anabela Carlos derrotou Alice Santos.

Nos senhores, foram três os jogadores a entrarem em sentido contrário: David Coelho, o melhor classificado do escalão de +40, perdeu por 6-4 e 6-2 para João Marques, enquanto Henrique Assis (+45) foi derrotado por Nuno Delfino com os parciais de 7-6(3) e 6-2 e em +50 Pedro Martins viu Emanuel Cadório ficar com a vitória graças aos parciais de 6-4 e 6-4. Luís Sousa Pinto, Nuno Mota e Jorge Almeida também venceram nos respetivos escalões.

Silke Buss (+35), Isaura Faria (+40), Susana Marques (+45), Isabel Pinto (+50), Isabel Cunha Eça (+60), Mauri Brito Gomez (+35), Paulo Travassos (+55), Vítor Pereira (+60) e Rui Marques (+65) evitaram falsas partidas ao vencerem os primeiros encontros para terminarem a primeira volta do Masters Veteranos Peugeot na liderança dos respetivos grupos — em igualdade pontual com, respetivamente, Fátima Ferrer, Magda Leal, Célia Sá, Deolinda Duarte, Teresa Simões, Matthieu Garcia, Jorge Almeida, Luís Azevedo e Fernando Campos.

Nada está resolvido — nem para o melhor, nem para o pior — porque no sábado discutem-se os últimos dois encontros da fase de grupos, mas as primeiras vitórias podem ajudar alguns jogadores a carimbarem a aceleradela até à final logo na primeira metade da jornada.

Os quadros e resultados completos do Masters Veteranos Peugeot podem ser consultados na página da competição no Tietennis, parceiro tecnológico do Raquetc.

Fotografias da primeira jornada (da autoria de Fernando Correia):

Ordem de encontros de sábado, 12 de janeiro:

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."