Gonçalo Falcão é o primeiro campeão do Masters Seniores FPT

Gonçalo Falcão
Fotografia: Fernando Correia/FPT

A experiência falou mais alto na final masculina do Masters Seniores FPT, com Gonçalo Falcão a derrotar Hugo Maia para se sagrar campeão da primeira edição do torneio organizado pela Federação Portuguesa de Ténis no Complexo Desportivo do Jamor, em Oeiras.

Apesar de um longo segundo dia, que o obrigou a disputar seis sets em dois encontros, o jogador cascalense de 30 anos não acusou o desgaste e conseguiu impôr-se perante o bem mais jovem bracarense (de 17 anos), por 6-3 e 7-6(2) em duas horas certas.

Naquele que foi o primeiro encontro do dia no court 1, Falcão soube variar o ritmo de jogo para contrariar a potência das pancadas de Maia (que foi viajou na sexta-feira de manhã para o torneio para substituir o lesionado Fábio Coelho) e avançar no campo. O encontro chegou a estar perto de um terceiro parcial, mas o mais jovem dos dois jogadores não conseguiu segurar o break obtido na reta final do segundo parcial e foi quebrado ao 6-5, um jogo que ditou a “machadada” final.

A vitória permite a Gonçalo Falcão — atual número cinco do ranking nacional — amealhar a impressionante quantia de 2.000€, um valor muito próximo daquele que o campeão nacional absoluto levou para casa (2.400€) no passado mês de novembro.

Em terceiro lugar ficou João António, que na manhã deste domingo derrotou Tomás Marques por 6-4 e 6-2. Gonçalo Pereira terminou em quinto, ao bater José Ricardo Nunes pelos parciais de 4-6, 6-4 e 6-3, e Gonçalo Ferreira agarrou a sétima posição ao superar Illia Stoliar com 7-5, 2-6 e 7-5.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."