Fábio Coelho surpreende Tiago Cação e está nas meias-finais do Campeonato Nacional

Fábio Coelho

PORTO – Grande surpresa a abrir o dia no que ao court central do Campeonato Nacional Absoluto diz respeito: Fábio Coelho levou a melhor sobre um dos grandes candidatos ao título, Tiago Cação, e está nas meias-finais do quadro principal de singulares da prova mais importante do calendário nacional.

A disputar pela primeira vez a grelha principal, o tenista natural de Oliveira de Azeméis — que atualmente treina na Escola de Ténis da Maia e é acompanhado por João Maio — levou a melhor numa batalha de três sets, pelos parciais de 6-4, 1-6 e 6-3.

Com a lição bem estudada, Coelho variou muito o jogo e fez uso da sua esquerda em slice e de um amortie afinado para imprimir muitas dificuldades no jogo de Cação, o terceiro cabeça de série que na estreia também tinha sido obrigado a disputar três partidas para vencer Hugo Maia.

O jovem penichense até começou melhor, dando o primeiro passo no marcador ao conseguir o break inaugural, mas Fábio Coelho venceu quatro jogos consecutivos, de 2-4 para 6-4, para ganhar vantagem. Depois, seguiu-se um parcial de sentido único para Cação, que no entanto voltaria a sofrer muitas dificuldades no terceiro parcial.

Somada a quinta vitória no Campeonato Nacional Absoluto, Fábio Coelho inscreve o nome nas meias-finais e fica à espera de João Monteiro (primeiro cabeça de série e uma espécie de campeão em título, dado não ter competido na última edição e João Sousa, o vencedor em 2017, não estar presente) ou Gonçalo Pereira, quinto favorito.

Quanto a Tiago Cação, que esta semana se estreou no top 400 do ranking mundial, tem ainda por completar a participação na variante de pares. Esta tarde, ao lado de Francisco Cabral, defronta os algarvios José Ricardo Nunes e Tomás Luís na luta por um lugar na final de sexta-feira.

[3] Tiago Cação vs. [Q] Fábio Alexandre Costa Coelho, quartos de final do Campeonato Nacional Absoluto:

Publicado por Raquetc em Quinta-feira, 8 de Novembro de 2018

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."