Laver Cup. Federer salva três match points e deixa Europa a uma vitória do segundo título

Emoção até ao fim. É isso que o formato da Laver Cup assegura e é isso que se sente em Chicago, a cidade onde, em dia de todas as decisões, Roger Federer esteve a um ponto de sofrer uma segunda derrota na mesma jornada e terminou a restabelecer a ordem para a Equipa Europa.

Na derradeira jornada da competição, que tem reunido públicos na ordem dos 20.000 espetadores por sessão no United Center, o conjunto europeu entrou com uma vantagem de 7-5 que pouco podia significar, atendendo ao que dita o formato da competição — no primeiro dia, as vitórias valem um ponto; no segundo, dois; e no terceiro, três, o que deixa tudo praticamente em aberto.

E tudo começou com o encontro de pares, onde Roger Federer e Alexander Zverev formaram parceria pela primeira vez na história. Os adversários eram Jack Sock (recentemente campeão de Wimbledon e do US Open) e John Isner, favoritos atendendo ao currículo do primeiro, mas foram os europeus a entrar melhor e a vitória esteve perto. Muito perto, aliás: Federer e “Sascha” tiveram dois match points no match tiebreak, mas acabaram por sofrer a reviravolta e perder, por 4-6, 7-6(2) e 11-9.

O resultado colocou a Equipa Mundo na frente da Laver Cup pela primeira vez na história e deu moral aos comandados de John McEnroe. De tal forma que o mesmo John Isner regressou ao court com a confiança em alta para defrontar, pela segunda vez na jornada, Roger Federer.

Agora em singulares, o tenista helvético partia como o grande favorito e foi quem deu o primeiro passo para “agarrar” o primeiro set, mas a vantagem de 4-1 no tiebreak não foi suficiente. No segundo parcial, mais do mesmo: igualdade ao nível do serviço e um tiebreak para se decidir tudo — já depois de Federer ter salvo um primeiro match point. Com vários erros, o número 2 do mundo pareceu condenado à derrota, mas conseguiu salvar mais dois pontos de encontro para numa primeira fase igualar a contenda e, numa segunda, vencer o match tiebreak para dar à Europa a tão necessária vitória, por 6-7(5), 7-6(8) e 10-7, que volta a colocar a equipa na frente da Laver Cup.

O resultado de 10-8 significa que a Equipa Mundo deixa de ter qualquer margem de manobra: uma derrota significa o encerrar da competição e a revalidação do título para Roger Federer & companhia. O próximo duelo coloca frente a frente Alexander Zverev e Kevin Anderson, estando ainda previsto um encontro entre Novak Djokovic e Nick Kyrgios caso seja necessário.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."