Federer passa por Goffin e marca encontro com Djokovic na final de Cincinnati

Teremos uma grande final no último Masters de preparação para o US Open. Roger Federer e Novak Djokovic confirmaram os favoritismos e vão encontrar-se pela primeira vez em mais de dois anos.

O jogador sérvio foi o primeiro a garantir um lugar na final do único torneio Masters 1000 que nunca venceu, ao superar Marin Cilic por 6-4, 3-6 e 6-3, ficando assim a uma vitória de chegar a um inédito Career Golden Masters.

Para o conseguir, terá de superar o sete vezes campeão em Cincinnati. Roger Federer, depois de enfrentar uma jornada dupla pela primeira vez desde 2004, nem teve de completar o seu encontro frente a David Goffin.

O jogador belga desistiu da partida quando ia perdendo por 7-6(3) e 1-1, o que permitiu ao suíço apurar-se para a 150.ª final da carreira, a 48.ª em Masters 1000.

Posto isto, este domingo, Cincinnati receberá uma das maiores rivalidades da modalidade, sendo o palco da 46.ª edição do confronto Federer vs. Djokovic. O sérvio é quem lidera o frente a frente com 23 vitórias contra 22 derrotas, sendo que o último embate ocorreu na edição de 2016 do Australian Open.

Francisco Semedo
A tirar a licenciatura em Turismo na Universidade Europeia, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.