Nick Kyrgios desiste e número de lucky losers em Roland Garros aumenta para oito

Um dia depois de ter conquistado, em Lyon, o primeiro título da carreira na variante de pares, Nick Kyrgios anunciou esta segunda-feira a sua desistência do torneio de Roland Garros.

Numa mensagem partilhada nas redes sociais, o número 23 do mundo escreveu que “depois de reunir com a minha equipa e especialistas médicos concluímos que é demasiado arriscado para mim tentar jogar potencialmente cinco sets em terra batida, sobretudo porque não jogo um encontro de singulares há quase dois meses.”

Na mesma mensagem, Kyrgios — que não compete em singulares desde o torneio de Houston, no início do mês de abril — refere que “trabalhei muito e queria desesperadamente poder jogar em Roland Garros, que é sempre especial, mas literalmente fiquei sem tempo. A sobrecarga no meu cotovelo podia fazer-me voltar à estaca zero e com a época de relva à porta é algo que eu simplesmente não podia arriscar fazer. As boas notícias são que já não tenho dores, estou a treinar e a divertir-me enquanto o faço e espero estar de regresso no torneio de Estugarda.”

Curiosamente, esse também deverá ser o palco do regresso de Roger Federer, que à semelhança do que já tinha acontecido em 2017 optou por não competir durante toda a época de terra batida.

Sorte bate à porta de… quem?

Ao contrário do que foi inicialmente referido, terá de se aguardar para saber quem será realmente o lucky loser a ocupar a vaga deixada livre por Nick Kyrgios. Isto porque qualquer jogador (incluindo até os que perderam na primeira e segunda rondas do qualifying em Paris) que almeje entrar no quadro principal através desse estatuto, tem de se inscrever todos os dias e hoje apenas Mohamed Safwat, que entrou para o lugar de Viktor Troicki, havia feito isso, pelo que continua em aberto essa vaga no quadro principal.

Ora, como nenhum tenista que não Safwat se inscreveu este domingo, o lugar deixado por Kyrgios continua por ser atribuído a alguém que, em princípio, deverá ser mesmo o argentino Marco Trungelliti, que assim se tornará no oitavo jogador a entrar no quadro principal de singulares masculinos como lucky loser.

Aos 28 anos, o número 190 do mundo encontra-se neste momento a viajar de Barcelona para Paris de carro e poderá regressar assim ao quadro principal do Major francês, onde nos dois últimos anos tinha ultrapassado o quadro de qualificação rumo à segunda ronda.

O adversário do responsável pela eliminação de Pedro Sousa (na segunda de três rondas)? Bernard Tomic, que para chegar ao quadro principal afastou, na última ronda do qualifying, Gonçalo Oliveira.

Atualizado às 14h55 deste domingo.

Total
1
Shares

Leave a Reply

Total
1
Share