Roland Garros: só Bernard Tomic travou Gonçalo Oliveira

Gonçalo Oliveira B

Gonçalo Oliveira (221.º) falhou na manhã desta sexta-feira o apuramento para o quadro principal de Roland Garros, ao ser derrotado pelo tenista mais cotado que defrontou nesta fase de qualificação.

O adversário do número 4 nacional na terceira e última ronda foi o australiano Bernard Tomic (208.º), em tempos 17.º da hierarquia mundial, que carimbou a entrada na principal grelha de participantes com uma vitória por 7-6(5) e 7-5 em 1h39, num confronto discutido taco a taco.

O jogo

Apesar da derrota, o português tem motivos para estar satisfeito com a sua exibição, pois foi o oponente que colocou mais dificuldades ao antigo top 20 ATP nesta semana. Oliveira chegou a servir a 5-4 para fechar a primeira partida, não conseguiu, mas no tie break voltou à carga e dispôs de uma vantagem de 5-2. Contudo, Tomic manteve-se em jogo e acabou por resgatar um set que embora perdido não abalou a confiança do jogador português.

No segundo parcial imperou a lei do serviço até ao 5-5 (não houve qualquer qualquer ponto de break), altura em que o australiano registou a primeira quebra de serviço, colocando-se de seguida a servir para selar o triunfo. E assim foi.

Via site oficial de Roland Garros

Depois de vitórias convincentes frente a Jason Kubler (160.º) e Jan Choinski (261.º) nas rondas anteriores, Gonçalo Oliveira vê assim concluído o seu percurso no segundo Grand Slam da época, que disputou pela primeira vez na carreira, mas sai de cabeça erguida e com boas sensações para os próximos torneios.

Recorde-se que o portuense foi o último tenista luso a cair na qualificação da prova, depois de João Domingues (primeira eliminatória) e Pedro Sousa (segunda). João Sousa será, assim, o único representante português no quadro principal, sabendo desde ontem que o seu primeiro oponente é Guido Pella.

Já Tomic, de 25 anos, prometeu muito num passado não muito distante, mas as constantes polémicas em que se vê envolvido e alguma falta de empenho em determinados momentos da sua carreira têm-no impedido de ser presença assídua na elite do ténis mundial. Porque qualidade nunca lhe faltou.

Agora, no quadro principal do torneio parisiense pela nona vez, o detentor de 3 troféus de campeão do ATP World Tour vai enfrentar um dos seguintes jogadores: Jack Sock, Mirza Basic, Feliciano López, Tennys Sandgren, Dudi Sela, Pierre-Hugues Herbert, Jordan Thompson, Laslo Djere, Nick Kyrgios, Federico Delbonis, Pablo Carreño Busta, Marcos Baghdatis, David Ferrer, Novak Djokovic, Taylor Fritz, Dominic Thiem, Stefanos Tsitsipas, Matteo Berrettini, Gilles Muller ou Damir Dzumhur.

Total
1
Shares

Leave a Reply

Total
1
Share